sábado, 19 de setembro de 2015

Labtam realiza análise da qualidade do ar em ambiente interno climatizado


O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) realiza análise da qualidade do ar em ambiente climatizado por meio do Laboratório de Tecnologia Ambiental (Labtam), ligado à Gerência de Físico-Química e Biologia (GFQB).

A qualidade do ar interior é uma área de estudo de relevante importância para a segurança, o bem-estar e o conforto dos ocupantes de ambientes climatizados artificialmente. As alterações no nível de umidade e de temperatura do ar podem propiciar condições favoráveis para o crescimento de diferentes espécies de micro-organismos patógenos ao homem”, ressalta a química Genilda Oliveira, responsável técnica pelo serviço.

Um dos maiores perigos ocasionados pela má qualidade do ar é a presença da Legionella pneumophyla, bactéria que causa a legionelose, um tipo grave de pneumonia. A bactéria se desenvolve nas bandejas de ar condicionado e pode até levar à morte. Segundo Genilda Olivera, os ensaios realizados pelo Labtam nesse segmento visam o monitoramento microbiológico e físico-químico dos ambientes internos através de uma avaliação da disseminação de fungos, concentração de dióxido de carbono, velocidade, temperatura, umidade relativa e concentração de material particulado (aerodispersóides).

Todas as análises realizadas pelo Labtam adotam como referência os parâmetros da Resolução nº 09, de 16 de janeiro de 2003, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que estabelece critérios e definições de valores máximos recomendáveis para contaminação biológica, química e parâmetros físicos do ar interno.  



Com informações da assessoria.








Ads Inside Post