terça-feira, 22 de setembro de 2015

Nota da Reitoria sobre agressão sofrida por aluna da UFPE

A UFPE, diante da agressão sofrida por uma de suas estudantes de Biomedicina, em 29 de agosto, vem a público informar os seguintes fatos:

Após o lamentável episódio, a estudante procurou a direção do Centro de Ciências Biológicas, sendo então acolhida pela diretoria do centro e pela coordenação do curso.  A estudante foi imediatamente encaminhada ao Hospital das Clínicas, onde foram realizados os primeiros exames.

Desde o dia 1º de setembro, ao tomar conhecimento da ocorrência, a Superintendência de Segurança Institucional (SSI) da UFPE iniciou as investigações para verificar com precisão o que de fato aconteceu, sempre trabalhando em parceria com a delegacia da Várzea. A SSI vem acompanhando toda a ocorrência junto à Delegacia da Mulher. O boletim de ocorrência foi registrado pela estudante no dia 16 deste mês.

Entre os dias 2 e 14 de setembro, a Pró-Reitoria para Assuntos Estudantis (Proaes) esteve em contato permanente com a estudante e ofereceu apoio psicossocial. Em 9 de setembro, a estudante também foi ouvida por membros do Gabinete do reitor.

A UFPE lamenta profundamente a agressão sofrida pela estudante e esclarece que tem 193 vigilantes terceirizados e 300 servidores federais dedicados à segurança institucional, 12 carros e 13 motos voltados à proteção da comunidade acadêmica e do patrimônio dos seus três campi, em um esforço integrado com os órgãos de segurança pública do Estado.

Infelizmente, todo esse aparato não foi suficiente para impedir a covarde agressão. Além de prestar toda a assistência possível à vítima, a UFPE reafirma seu compromisso em aperfeiçoar pessoal e estratégias de segurança dos campi.


















Ads Inside Post