segunda-feira, 19 de outubro de 2015

VIII Concurso Escolar de Educação Ambiental foi realizado em Garanhuns

Mais de 180 alunos, da Rede Pública e Privada de Ensino, participaram da iniciativa

Foi realizado na manhã de hoje (17), na Escola Municipal Professor Letácio Brito Pessoa, o VIII Concurso Escolar de Educação Ambiental. A iniciativa teve como objetivo, reconhecer trabalhos de estudantes de escolas públicas ou privadas do município sobre a preservação da natureza. A ação é uma realização da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarch) e o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema). De acordo com a Secretaria foram 32 escolas inscritas – entre Rede Municipal, Estadual e Privada -, e, aproximadamente, 180 alunos participantes.
As modalidades trabalhadas pelos estudantes foram as seguintes: Os alunos do 1º ao 5º ano elaboraram desenhos e redação. Os estudantes do 6º ao 9º ano criaram um cordel ou uma redação. Participantes do Ensino Médio concorreram também com a criação de cordéis e redação, além disso, duas escolas, participaram apresentando projetos de educação ambiental continuada. A Escola Municipal Professor Petrônio Fernandes da Silva apresentou o projeto “Consumo Consciente: Um presente para o futuro”, já a Escola Santa Joana D’arc apresentou o “Escola Limpa”. Os concorrentes também criaram paródias sobre o tema ambiental. Os cordéis produzidos foram apresentados e avaliados no local.
Os participantes terão, ao final do concurso, reconhecimento na divulgação dos projetos, certificados de participação e classificação. Os ganhadores receberão premiações simbólicas e os três primeiros colocados, de cada modalidade, participarão de uma excursão para um hotel fazenda. No dia 24 de outubro, os alunos apresentarão suas paródias no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti. A premiação de todas as modalidades será no dia 31 de outubro, também no Centro Cultural. O VIII Concurso Escolar de Educação Ambiental contou, ainda, com o apoio da Secretaria de Educação e Esportes, Secretaria de Cultura e a ONG Econordeste.



Com informações da assessoria.






Ads Inside Post