segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Educação e Tecnologia em foco no Simpósio Hipertexto



Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação chega a sua 6ª edição trazendo o tema “Aprendizagem Aberta e Invertida”. O evento, que também agrega o 2º Colóquio Internacional de Educação com Tecnologias, vai acontecer no Centro de Artes e Comunicação (CAC) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), entre os dias 7 e 8 de dezembro.


Nestes dois dias, uma programação intensa reúne professores, pesquisadores, estudantes e profissionais de diversas áreas do conhecimento. Atividades como conferências, mesas-redondas, oficinas, sessões de comunicação coordenada, sessões de comunicação individual, cine hipertexto, apresentação de pôsteres digitais, exposição, feira de livros e o prêmio Hipertexto marcam o evento.

O simpósio será uma oportunidade imperdível de debater novas tecnologias digitais aplicadas às ações pedagógicas. Especialistas brasileiros e do exterior participam do evento já consolidado no calendário nacional. Entre os professores confirmados estão John Keller (Universidade da Flórida – EUA), Bruno Campagnolo (PUC-PR), Nelson Pretto (UFBA) e Marco Silva (UERJ).

O evento é organizado conjuntamente entre o Núcleo de Estudos de Hipertexto e Tecnologia Educacional (Nehte) e o Profletras, Mestrado Profissional em Letras da UFPE, ambos vinculados à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

SESSÕES – Durante o Simpósio serão apresentados trabalhos em áreas de pesquisas como linguagem, tecnologia e aprendizagem. Entre os eixos temáticos estão: 1. Ensino e aprendizagem mediados por tecnologia: sala de aula invertida, ensino híbrido, gamificação, aprendizagem móvel e afins; 2. Educação Aberta: teoria e prática; 3. E-Learning e Educação a Distância; 4. Inclusão Digital e Práticas de Letramento; 5. Arte, Literatura e Comunicação em Ambiente Digital; 6. Hipertexto, Gêneros e outros Recursos Digitais Educativos: objetos de aprendizagem, redes sociais, blog e afins; 7. Tendências de tecnologias inovadoras para a construção de conhecimento da próxima geração; 8. Ensino de línguas com tecnologia; 9. Thinking outside the box: docência, formação e novas tecnologias;10. Linguagem de programação, Webdesign e Usabilidade de tecnologias aplicadas à educação.









Com informações da assessoria.










Ads Inside Post