quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Côrte Real solicita apoio para aprovar PL em favor dos “Boinas Azuis”


Em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à nação brasileira, o deputado federal Jorge Côrte Real (PTB-PE) prometeu solicitar apoio para aprovação do Projeto de Lei 8254/14, que concede pensão especial vitalícia aos ex-integrantes do “Batalhão Suez”, na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara. O parlamentar recebeu em seu gabinete, em Brasília, nesta quarta-feira (2), a visita dos ex-combatentes Denio de Saboya e Carlos Alberto Medeiros, que integraram a primeira força de paz da ONU, entre os anos de 1957 a 1967.

Os ex-combatentes solicitaram que o deputado Jorge Côrte Real procure os membros da Comissão de Finanças e os sensibilizem para aprovar o referido projeto, que está em tramitação no colegiado. A proposta vai beneficiar mais de 1,4 mil ex-integrantes do Batalhão de Suez com pagamentos de pensões vitalícias no valor de dois salários mínimos. A proposição determina que o benefício será concedido ao ex-militar que comprove renda mensal não superior a dois salários mínimos ou que não possua meios para prover a sua subsistência e a de sua família.

Embora não integre a Comissão de Finanças, o deputado Jorge Côrte Real comprometeu-se com os ex-combatentes em procurar os parlamentares do colegiado em buscar o apoio pela aprovação da proposta. “Esse projeto é justo e tem o seu mérito. Vou encampar esse pleito e solicitar aos deputados o apoio ao texto”, afirmou o petebista.


O Batalhão Suez foi formado por 20 contingentes do Exército Brasileiro, enviados ao Oriente Médio como parte da primeira Força de Paz da ONU no conflito entre o Estado de Israel, o Egito e vizinhos árabes a partir de 1957. O grupamento do Brasil juntou-se a militares de diversos países, que lutaram lado a lado em operação no Egito, ao longo do Canal de Suez. Cerca de 6 mil homens do País deram a sua contribuição na missão de paz. Em 1988, o trabalho executado pelos “boinas azuis” – como são conhecidos – foi reconhecido com o Prêmio Nobel da Paz.







Com informações da assessoria.

































Ads Inside Post