quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Cursos da UFPE em Caruaru têm desempenho excelente no Enade e CPC


Cursos oferecidos pela UFPE no Centro Acadêmico do Agreste (CAA), em Caruaru, alcançaram um desempenho excelente na avaliação dos cursos de graduação feita pelo Ministério da Educação (MEC) em relação ao ano de 2014, levando em consideração o resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e do Conceito Preliminar de Cursos (CPC). De acordo com o MEC, que divulgou os dados na sexta-feira (18), os cursos de Engenharia Civil, Física e Química, do CAA, obtiveram o conceito 5 no CPC. No Enade, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Pedagogia e Química, do CAA, tiveram o conceito 5, também.

Além destes, Química/Bacharelado (Campus Recife) obteve o conceito 5 no CPC, enquanto outros oito cursos alcançaram o conceito 5 no Enade. Foram: Sistemas de Informação, Engenharia Naval, Ciência da Computação, Artes Visuais, Engenharia de Energia, Engenharia de Produção, Física/Bacharelado, Química/Bacharelado, do Campus Recife.

O diretor do CAA, Manoel Guedes Alcoforado Neto, disse que o campus recebeu o resultado da avaliação com muita satisfação. “Este resultado demonstra o esforço conjunto de docentes, dos técnicos e dos alunos, de toda a UFPE, que oferece um programa de assistência estudantil muito bom e ajuda nos resultados. Além disso, houve grande investimento na infraestrutura dos cursos”, destacou ele.

Segundo ele, a meta do CAA é alcançar o conceito 5 em todos os cursos. A nova Coordenação de Ensino do campus vai se dedicar a analisar o processo de avaliação do MEC para identificar os pontos fortes e os pontos a serem corrigidos em cada um dos cursos do Agreste, para que medidas sejam implementadas o quanto antes.

NOTA GERAL – A Universidade manteve o conceito 4, pelo sétimo ano consecutivo, no Índice Geral de Cursos (IGC) e conseguiu o índice de 3,7468 no IGC contínuo, calculado com base no CPC e na nota Capes dos cursos da pós-graduação, sendo o maior IGC contínuo já obtido pela UFPE desde que o índice foi criado em 2007. Ao todo, foram avaliados 42 cursos no Enade e 38 obtiveram conceito CPC, sendo quatro cursos com conceito 5, 17 cursos com conceito 4, 16 cursos com conceito 3 e um curso com conceito 2.

Atualmente, a prova do Enade só é realizada a cada três anos por estudantes concluintes de um curso. Isso porque o MEC divide os cursos de curso de ensino superior em três grupos, de forma que só um grupo é avaliado por ano. Em 2013, apenas 13 cursos da UFPE foram avaliados, em sua maioria da área de Saúde, sendo o mesmo quantitativo de cursos avaliados em 2012, a maioria de Ciências Humanas.







Com informações da assessoria.




















Ads Inside Post