quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Microcefalia: grávidas devem ter cuidados especiais no verão


Os repelentes precisam ser reaplicados e específicos para prevenção do mosquito 

O Ministério da Saúde informa que até fevereiro de 2016 pretende distribuir repelentes para gestantes no combate aos casos de microcefalia com origem do zika vírus. O objetivo do poder público é disponibilizar os repelentes antes do período mais crítico para ascensão do mosquito Aeds aegypti.

O vírus zika foi responsável pela preocupação de diversas gestantes devido provocar a microcefalia (dificultar o crescimento do cérebro do feto). O Ministério da Saúde alerta as mulheres que desejam ter filho nesse período sobre o risco causado pelo vírus que ainda não está controlado.









Saiba mais aqui.












































Ads Inside Post