terça-feira, 30 de junho de 2015

Choveu no Pajeú! Confira ranking das chuvas na região





Saiba mais aqui.







Afogados da Ingazeira ganha Centro de Comercialização de Animais


Será inaugurado, nesta quarta-feira (1º), o Centro de Comercialização de Animais José Bartolomeu Campos Genésio no município Afogados da Ingazeira. O evento contará com a participação do governador Paulo Câmara e do secretário de Planejamento e Gestão do Estado, Danilo Cabral. Ambos chegam ao município na noite desta terça-feira (30) para prestigiar a 11ª Expoagro, uma das maiores feiras de animais de Pernambuco.


Saiba mais aqui.





Filha de Ex-vereador comete suicídio em Surubim





Saiba mais aqui.







Alcymar Monteiro e Santanna receberam títulos de cidadãos santa-cruzenses





Saiba mais aqui.











GARANHUNS CONTEMPLADO: Pernambuco recebe R$ 303 milhões para obras de saneamento


O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, assinou no sábado (27), a autorização para contratação de R$ 303,5 milhões de obras de esgotamento sanitário e de abastecimento de água para o estado de Pernambuco. O recurso contemplará obras nos municípios de Arcoverde, Garanhuns e Timbaúba. Cerca de 400 mil pessoas serão beneficiadas com essas obras, ou seja, 45 mil famílias em Arcoverde, 34 mil em Garanhuns e 19 mil em Timbaúba.


Saiba mais aqui.














O mundo conhece Ouricuri: Janaína Santos é vice-campeã mundial de atletismo


Depois de Kelvin Vieira conquistar a medalha de bronze, competindo nos 400 metros, foi a vez de Janaína Santos, de 17 anos, se apresentar para o mundo e mostrar seu potencial. A jovem conseguiu um feito inédito para uma atleta do interior de Pernambuco. Nessa madrugada (horário do Brasil), ela conquistou a medalha de prata na prova dos 100 metros, se tornando vice-campeã no mundial escolar de atletismo. 


Saiba mais aqui.









Um crime, uma cobertura sensacionalista: o caso Maria Alice na mídia pernambucana


O bárbaro assassinato da jovem Maria Alice, que ganhou a atenção da mídia pernambucana nos últimos dias, reafirmou a pertinência da Lei Maria da Penha, a estupidez da violência sexista contra a mulher e a necessidade de revisão das fórmulas jornalísticas de coberturas de crimes. A novelização do caso demonstrou o despreparo de boa parte dos noticiários locais e deu destaque a conotações machistas revitimizando a família da jovem, em especial sua mãe. Foram muitas linhas e minutos dedicados à cobertura do crime. Poucos, no entanto, se detiveram a uma discussão séria acerca da violência de gênero, diversificando fontes e fugindo da mesmice cega que empobrece as pautas, uniformizando-as.
No twitter, o Jornal do Commercio destacou “as motivações do estupro”, um título esvaziado de sentido lógico, mas totalmente sensacionalista, uma vez que compreendemos não haver “motivações” que justifiquem tal violência; na Folha de Pernambuco, uma entrevista com um familiar da vítima destaca, no título, a virgindade da jovem como a informação mais importante da narrativa e, como se Alice, por não ter tido relações sexuais, fosse menos merecedora de uma morte tão cruel do que outras, com vida sexual ativa.
As matérias publicadas ao longo da semana passada, com raras exceções, não problematizaram que, em 2014, pelo menos 249 mulheres foram assassinadas no estado. A maior parte das vítimas também vivenciou histórias de terror como a de Maria Alice, como a convivência com o medo, estupros, agressões físicas e mesmo decapitações. Temos, como infeliz exemplo, a história de Patrícia Pereira da Silvia, de 20 anos, moradora de Angelim, no agreste, violentada e morta pelo namorado há apenas três meses.
Ao invés de “interpretar a realidade”, o discurso midiático, sobretudo o veiculado pelos programas policiais que povoam as rádios e as emissoras de televisão pernambucanas, prefere reproduzir os requintes da crueldade empregada nos crimes, que demonstram a frieza e a monstruosidade da cultura machista, manifestada na imagem dos agressores, estes sim, e independentemente de qualquer coisa, criminosos. Contudo, também no jornalismo impresso, temos uma matéria veiculada pelo Diario de Pernambuco que descreve a personalidade supostamente psicopata do autor dos atentados contra Maria Alice, alegando que ele não demonstrou arrependimento durante o reconhecimento do local onde o corpo estaria escondido.
O que diferencia o jornalista de um narrador qualquer é a capacidade de racionalizar, selecionar os fatos, organizá-los e lançar mão do bom senso e da ética no trato das informações. Se não houvesse pena, prisão, a maior parte dos assassinos de mulheres também não se arrependeria. Diferentemente dos demais crimes, a violência de gênero contra a mulher se manifesta no exercício do poder do homem sobre o corpo, as vontades e a vida da vítima. Tudo isto já seria motivo suficiente para qualificar a abordagem, ao invés de esgotá-la com informações repetitivas, suposições e coberturas em tempo real de sepultamentos.
Para além da crise econômica, o Brasil vivencia uma crise ética que impacta na democracia. Como protagonistas deste processo, temos instituições caras ao “governo do povo”. A mídia, há muito definida como “os olhos e os ouvidos da população” e “a voz dos sem voz”, mesmo com a expansão das redes sociais, deveria se esforçar para continuar exercendo essas funções com a maestria de outrora. Em tempos de capitalismo tardio, o jornalismo da grande mídia parece vivenciar a esquizofrenia de defender sua relevância ao mesmo tempo em que a nega quando se vende como um produto perecível e vazio. Em Pernambuco, isto se evidenciou quando nos deparamos com mais uma cobertura novelesca de um feminicídio: a transformação da notícia em uma mercadoria.
Atuando de tal forma, a cobertura expõe lacunas e não oferece a real dimensão da situação vivenciada pelas mulheres pernambucanas que sofrem violência. Os veículos perdem a oportunidade de problematizar a objetificação do corpo feminino, as restrições à liberdade sexual e deixam de “traduzir”, para seu público, faces importantes da realidade experimentada pela maior parte da população local. Optam por não aprofundar as diversas formas de violência que são reeditadas pela reprodução de desvalores como o machismo, quando um apresentador de um programa de rádio, durante a apuração do caso, repetiu (com ares de justiceiro), por diversas vezes: “a culpa é da mãe da garota”.
A produção noticiosa em torno do caso Maria Alice faz parte do desafio necessário de repensar as fórmulas jornalísticas que resultam em coberturas esvaziadas de sentido, redundantes e sensacionalistas. Coberturas que, em lugar de colocar os crimes praticados contra as mulheres como fenômenos que precisam ser enfrentados pela sociedade e pelo estado, soam como parte de um folhetim que acaba por reproduzir o sexismo e não mobiliza a população para a defesa dos direitos humanos.

Do portal do Sindsep.



Petrobras planeja investir US$ 130,3 bi de 2015 a 2019


A Petrobras divulgou o Plano de Negócios e Gestão 2015-2019 na manhã desta segunda-feira (29). Segundo a companhia, o plano tem como objetivos fundamentais a desalavancagem da Companhia e a geração de valor para os acionistas.
Os investimentos totais foram reduzidos em 37% quando comparados ao plano anterior. O montante de desinvestimentos em 2015/2016 foi revisado para US$ 15,1 bilhões (sendo 30% na Exploração e Produção, 30% no Abastecimento e 40% no Gás e Energia).
Dos investimentos da área de Exploração e Produção, 86% serão alocados para desenvolvimento da produção, 11% para exploração e 3% para suporte operacional. Serão destinados US$ 64,4 bilhões a novos sistemas de produção no Brasil, dos quais 91% no pré-sal. Na atividade de exploração no país, os investimentos estão concentrados no Programa Exploratório Mínimo de cada bloco.
No abastecimento serão investidos US$ 12,8 bilhões, sendo 69% em manutenção e infraestrutura, 11% na conclusão das obras da Refinaria Abreu e Lima, 10% na Distribuição. Os demais 10% incluem investimentos no Comperj para recepção e tratamento de gás, manutenção de equipamentos, dentre outros. Já na área de Gás e Energia tem alocados US$ 6,3 bilhões, com destaque para os gasodutos de escoamento  do gás do pré-sal e suas respectivas unidades de processamento (UPGNs).
O Plano também prevê esforços em reestruturação de negócios, desmobilização de ativos e desinvestimentos adicionais, totalizando US$ 42,6 bilhões em 2017/2018.
A carteira de investimentos do Plano prioriza projetos de exploração e produção (E&P) de petróleo no Brasil, com ênfase no pré-sal. Nas demais áreas de negócios, os investimentos destinam-se, basicamente, à manutenção das operações e a projetos relacionados ao escoamento da produção de petróleo e gás natural.
O plano prevê o retorno da alavancagem às seguintes metas: alavancagem líquida inferior a 40% até 2018 e a 35% até 2020, e endividamento líquido/Ebitda inferior a 3,0 vezes até 2018 e a 2,5 vezes até 2020.
Produção A companhia também atualizou as metas de produção de óleo, LGN (líquido de gás natural) e gás natural no Brasil, refletindo postergação de projetos de menor maturidade ou atraso na entrega das unidades de produção, principalmente em função de limitações de fornecedores no Brasil, informou a estatal.
A estatal espera alcançar uma produção total de óleo e gás (Brasil e internacional) de 3,7 milhões de boed em 2020, ano no qual estimamos que o pré-sal representará mais de 50% da produção total de óleo.
"O plano prevê a adoção de medidas de otimização e ganhos de produtividade para reduzir os gastos operacionais gerenciáveis (custos e despesas totais, excluindo-se a aquisição de matérias-primas). Ações já identificadas demonstram que esse resultado pode ser alcançado por meio de maior eficiência na gestão de serviços contratados, racionalização das estruturas e reorganização dos negócios, otimização dos custos de pessoal e redução nos dispêndios de suprimento de insumos".
O plano ainda destacou que há três fatores de risco que podem impactar de forma adversa suas projeções de fluxo de caixa. São eles: mudanças de variáveis de mercado, como preço do petróleo e taxa de câmbio; operações de desinvestimentos e outras reestruturações de negócios, sujeitas às condições de mercado vigentes à época das transações e alcance das metas de produção de petróleo e gás natural, em um cenário de dificuldades com fornecedores no Brasil.
As ações da estatal chegaram a virar para alta após a divulgação do plano, mas voltaram a operar em queda no início da tarde.

Do portal do Sindsep.



Janot pode pedir afastamento de Cunha


Procurador-geral Rodrigo Janot sinaliza uma reviravolta nas investigações que envolvem o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na Operação Lava Jato.
O peemedebista foi acusado pelo doleiro Alberto Youssef de receber recursos do grupo Mitsui e foi alvo de um mandado de busca e apreensão em seu gabinete, a mando de Janot.
Segundo a colunista Mônica Bergamo, o procurador pensaria até em apresentar medida cautelar pedindo o afastamento de Cunha da presidência da Casa.
A defesa do parlamentar questiona ‘as investidas’ de Janot no caso. “Ele escolheu a mim e está insistindo na querela pessoal porque eu o contestei. Virou um problema pessoal dele comigo", afirmou. "[Janot] insiste e me escolheu para investigar. Ele coloca as situações que não fazem parte do objeto inicial do Ministério Público baseado em matérias jornalísticas para criar qualquer tipo de constrangimento. Não vai me constranger. Estou absolutamente tranquilo", garantiu.

Do portal do Sindsep.



Como será o dia seguinte à redução da maioridade penal?


O que vai acontecer tão logo o Congresso Nacional aprove a redução da maioridade penal para 16 anos?
Vamos nos enrolar em nosso cobertor de ignorância e hipocrisia e sair quentinho pelas ruas achando que estamos seguros.
Problemas estruturais precisam de soluções estruturais e não medidas pontuais. Não é simplesmente punindo o jovem em desacordo com a lei, mas também criando condições para que ele não caia nas graças da criminalidade.
Caso contrário, o problema se reorganiza após a mudança da lei. Por exemplo, trazendo jovens de 15 anos para fazerem parte de roubos e serem culpados pelos crimes. E, assim, sobrevive.
Quem ganha com isso? Políticos, comunicadores e falsos profetas que oferecem gratuitamente o discurso do medo, viciando a sociedade, que depois ficará ansiosa para comprar as soluções simplistas que prometem paz e tranquilidade.
Soluções vendidas, aliás, por esses mesmos atores sociais, ao custo de “votem em mim'', “assistam ao meu programa'', “venham à minha igreja''.
Desse ponto de vista, qual a diferença entre alguns dos membros dessa Santíssima Trindade do Medo e aqueles que usam jovens para cometer crimes, uma vez que ambos os grupos lucram horrores com a exploração da violência?
Há jovens que não têm nada a perder porque nada tiveram. E os que podem perder muito mas, sinceramente, não se importam, porque nós não nos importamos como eles quando deveríamos.
E há, é claro, os casos patológicos, cuja prevenção é difícil ou mesmo impossível. Ou alguém acha que um maluco que abre fogo contra uma igreja em nome da supremacia branca, como aconteceu nos Estados Unidos, ou alguém massacra crianças de uma escola, como ocorreu em Realengo, no Rio de Janeiro, pensa na punição que vai sofrer?
Tenho medo de indivíduos que assaltam, roubam e matam, mas também tenho medo de uma sociedade maníaca que não fala, apenas rosna diante do desconhecido. Pois essa sociedade cisma em não se diferenciar de seus ancestrais que tacavam pedras no escuro porque temiam a noite.
Em momentos de emoção extrema, buscamos soluções simples para diminuir a perplexidade, saídas para preencher a falta de sentido e tapar o buraco deixado pela perda individual ou coletiva.
O problema é que elas não são úteis para resolver problemas estruturais, nem mesmo para contribuir com os processos simbólicos de luto e cura. Ajudam, contudo, naquela sede de vingança que carregamos desde sempre.
Por que não elevar a pena para quem se associa a jovens com menos de 18 anos para cometer crimes? Porque precisamos de sangue desses jovens.
São nos momentos de emoção extrema que nossa racionalidade é colocada à prova. Ou seja, que somos chamados a provar que deixamos de ser uma horda tresloucada que segue um único instinto, o medo.
A sensação de insegurança pode levar à raiva, à vingança e à mais violência.
Ou a uma reflexão que gere mudanças estruturais possíveis, mas difíceis, como garantir uma vida melhor para a juventude no Brasil, evitando assim o problema antes dele acontecer.
O que escolheremos? O que veremos no espelho no dia seguinte?

Do portal do Sindsep.




MP-PR ajuíza ação civil pública contra Richa pelo Massacre de Curitiba


O Ministério Público do Paraná está ajuizando hoje (29 de junho), dois meses depois do Massacre do Centro Cívico de Curitiba de 29 de abril de 2015, ação civil pública por atos de improbidade administrativa contra o governador do Estado, Carlos Alberto Richa, vulgo Beto Richa (PSDB), o ex-secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Fernando Destito Francischini (agora deputado federal pelo Solidariedade), e o ex-comandante da Polícia Militar, César Vinícius Kogut. Também são requeridos na ação o ex-subcomandante da PM Nerino Mariano de Brito, o coronel Arildo Luís Dias e o tenente-coronel Hudson Leôncio Teixeira.


Saiba mais aqui.













Pernambuco vai receber maior competição master do Brasil, em outubro


Pernambuco vai sediar, no próximo mês de outubro, os Jogos Brasileiros Masters. Esta é considerada a maior competição máster do País e deve reunir cerca de três mil atletas de praticamente todos os estados, que vão disputar medalhas em 15 modalidades. A notícia foi confirmada pelo Secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, após reunião realizada nesta segunda-feira (29) pela manhã, com o secretário de alto rendimento do Ministério do Esporte, Carlos Geraldo, em Brasília. Esta é a quarta edição dos Jogos. As três primeiras foram realizadas no Rio de Janeiro.

No total serão sete dias de disputas de medalhas no atletismo, basquete, futebol, jiu-jítsu, judô, remo, tênis de mesa, triathlon, vôlei, tiro esportivo, na luta olímpica e natação, obrigatoriamente, e em mais três modalidades indicadas pela cidade-sede. “Este evento vai contribuir para recolocar Pernambuco na rota das maiores competições esportivas do País, assim como foi o Brasileiro Escolar de Atletismo, o Brasileiro de Judô, o Brasileiro de Natação e o Circuito Paralímpico de Atletismo, Halterofilismo e Natação, que já foram realizados neste ano. Estamos olhando para o esporte de uma forma mais ampla para potencializarmos a prática em todas as idades”, afirmou Felipe Carreras.

Os Jogos Brasileiros Masters vão conseguir aliar a prática esportiva e o desenvolvimento do turismo em Pernambuco. Isso porque os atletas masters costumam viajar com a família para os locais de competição para acompanhar os jogos, se divertir e conhecer a cidade-sede. Existe um congraçamento entre as famílias, que terminam se tornando amigas e fazendo passeios e programações juntas.

“Com os Jogos vamos promover o turismo de esportes no nosso Estado. Competições como esta reúnem famílias inteiras durante, no mínimo, sete dias na cidade-sede. Isso sem contar com as várias que passam mais dias para conhecer os principais pontos turísticos. Vamos movimentar as áreas esportivas, nossa rede hoteleira, restaurantes, comércio, artesanato e vários outros pontos do nosso turismo”, finalizou Carreras.


Com informações da assessoria.




Passe Livre: Silvio Costa Filho (PTB) recebe entidades do Movimento Estudantil que apoiam ampliação do benefício


O líder da Bancada da Oposição na Assembleia Legislativa, deputado estadual Silvio Costa Filho (PTB), recebeu na manhã desta segunda-feira (29) diversos representantes do Movimento Estudantil que quiseram expressar pessoalmente o apoio à proposta do parlamentar de ampliação do Passe Livre para mais estudantes do Estado. Na reunião, também ficou acertada que na primeira semana de agosto – após a volta do recesso parlamentar – será realizada uma audiência pública para um debate sobre a pauta de reivindicações do movimento estudantil em Pernambuco.

Participaram do encontro representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE), da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e União Municipal dos Estudantes Secundaristas (UMES).

A proposta de Silvio Costa Filho amplia o Passe Livre para estudantes cotistas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), alunos do Programa Universidade Para Todos (PROUNI) e Programa de Financiamento Estudantil (FIES). Já o projeto original do Governo do Estado (PLO 278/2015) prevê a concessão do benefício apenas para os alunos cotistas da Universidade de Pernambuco (UPE), que estudam e moram na Região Metropolitana, e alunos da rede estadual de ensino.

A conversa de Costa Filho com os estudantes ocorre uma semana depois da ideia de ampliação do Passe Livre ter sido debatida e aprovada no Congresso da UEP, em Garanhuns. Para a presidente da UNE, Flor Ribeiro, a criação do Passe Livre foi uma grande vitória para os estudantes e, por isto mesmo, precisa beneficiar mais pessoas. “Assim, vamos democratizar cada vez mais o acesso à Universidade”, pontuou. Já o presidente da UMES, Jairo Marques, reforçou o apoio afirmando que a proposta da ampliação do Passe Livre integra a pauta de reivindicações dos movimentos estudantis no Estado. “Precisamos garantir mais este avanço para os estudantes”.

Ao final do encontro, o parlamentar agradeceu o apoio do movimento estudantil e antecipou que irá intensificar o diálogo com as entidades, para na Assembleia Legislativa ajudar no debate da pauta de reivindicações das entidades, que envolve sobretudo questões como a qualidade da educação e do transporte público.

“A agenda do movimento estudantil é a agenda da sociedade. Hoje por exemplo há uma forte presença das entidades na discussão sobre a questão do transporte público, que no último mês, infelizmente, chegou a vitimar dois estudantes. Queremos, portanto, estar em sintonia permanente com estas entidades, para discutirmos questões como a ampliação do Passe Livre”, afirmou Costa Filho.


Com informações da assessoria.






No primeiro compromisso nos EUA, Armando e Dilma se reúnem com empresários em Nova Iorque


Encontro foi realizado no hotel St. Regis e contou com a participação de 24 representantes do setor produtivo e dirigentes de entidades brasileiras

Nova Iorque – O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, esteve neste domingo (28) no primeiro compromisso da agenda de visita oficial da presidenta Dilma Rousseff aos Estados Unidos. Em uma reunião, no hotel St. Regis, com 24 empresários e dirigentes de entidades brasileiras, foram discutidos os principais aspectos da relação bilateral nos temas de comércio, inovação e investimentos. Também participaram do encontro os ministros Mauro Vieira (Relações Exteriores), Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento) ,  Aldo Rebelo (Ciência, Tecnologia e Inovação), Renato Janine Ribeiro (Educação) e o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Davi Barioni.

Representantes do setor produtivo das áreas de máquinas e equipamentos, químico e farmacêutico, petroquímico, eletroeletrônico, têxtil, biotecnologia, energia renovável, metalurgia, serviços de informação e agronegócios foram unânimes no reconhecimento da importância da visita para o relançamento e aprofundamento da relação comercial entre Brasil e EUA. 

Foram discutidos temas ligados à agenda de convergência regulatória e harmonização de normas – considerada fundamental para a indústria têxtil, por exemplo –; a necessidade de ampliar o mercado americano para o etanol e o açúcar brasileiros; e as grandes oportunidades na área de inovação.

Armando Monteiro lembrou que a visita foi precedida de ampla consulta ao setor privado: “Conversamos com muitos setores e construímos esta agenda conjuntamente. O engajamento do setor privado é essencial para o sucesso do adensamento das relações comerciais entre Brasil e Estados Unidos”.

Na avaliação do ministro, o primeiro compromisso foi um sucesso. “Fizemos uma reunião muito construtiva e houve muita concordância entre os empresários sobre a importância da visita e a agenda que estamos construindo, em especial de convergência regulatória. Temos a perspectiva clara de dobrar a corrente de comercio com os EUA nos próximos dez anos – e esta visita é um passo importante para alcançar esse objetivo”, afirmou.


Com informações da assessoria.








Trabalhadores e movimentos sociais não são convidados para participar de debate na ALEPE

A Frente de Luta pelo Transporte Público de Pernambuco, setor plural da sociedade que congrega movimentos sociais, entidades estudantis, de representação dos/as trabalhadores/as e da juventude, o Sindicato dos Metroviários de Pernambuco e o Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco vem através desta lamentar o fato de não terem sido convidados para participar da audiência pública sobre Mobilidade Urbana e Transporte Público, convocada pela Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular, presidida pelo Deputado Estadual Edilson Silva (PSOL), na Assembleia Legislativa de Pernambuco.
Metroviários/as, rodoviários/as e a FLTP, hoje, se constituem nos principais instrumentos de luta e de debate desta temática em Pernambuco, e certamente, teriam muito a contribuir com as formulações da ALEPE. É imprescindível para nós que os movimentos sociais e os trabalhadores/as estejam presentes e sejam protagonistas das mudanças na Mobilidade Urbana e no Transporte Público, afinal de contas, somos os reais usuários do sistema.
Mais uma vez, reiteramos nossa disposição para contribuir com debate junto ao Poder Público e com a sociedade civil.

Com informações da assessoria.



Acupe Grupo de Dança abre vagas para curso gratuito por quatro cidades pernambucanas



Com incentivo do Funcultura, Acupe Grupo de Dança oferece vagas gratuitas para o Curso Acupe Formação do Intérprete-Pesquisador em Dança por quatro cidades pernambucanas. Até a próxima sexta-feira acontecem as inscrições em Triunfo. Em seguida, Goiana, Recife e Garanhuns também serão contempladas.

Já estão abertas as inscrições para o Curso Acupe Formação do Intérprete-Pesquisador em Dança, que vai ser realizado gratuitamente pelo Acupe Grupo de Dança, através do incentivo cultural do Funcultura, por quatro cidades pernambucanas. A primeira delas é Triunfo, com inscrições até a próxima sexta-feira, dia 3 de julho de 2015. Em seguida, Goiana, Recife e Garanhuns também serão contempladas, sendo oferecidas 30 (trinta) vagas gratuitas em cada cidade. A iniciativa também concede certificado aos participantes e indicação junto ao SATED/PE (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão do Estado de Pernambuco) para emissão do registro profissional ao final do curso. Podem participar bailarinos, atores, performers, artistas plásticos, circenses e interessados afins com experiência em artes cênicas e que tenham, no mínimo, 16 anos até a data de início das aulas.

O curso se propõe a ser um espaço de pesquisa e investigação da linguagem da dança que possibilite ao aluno-intérprete formular, transformar e refletir sua prática, como também ser portador e transmissor deste conhecimento na sociedade. Em cada município, uma grade de seis disciplinas discute a linguagem da dança e outras áreas do conhecimento (Danças Tradicionais, Ballet Clássico, Dança Contemporânea, Teatro, Pesquisa em Dança e Demonstração de Trabalho), com carga horária total de 90 horas/aulas por cidade. Os professores convidados, Paulo Henrique Ferreira, José Manoel Sobrinho, Marcelo Sena, Fred Nascimento, Luiz Roberto, Taveira Júnior e Pedro Salustiano. A proposta é possibilitar o aluno-intérprete-pesquisador investigar suas possibilidades de diálogo estético com o mundo na linguagem da dança. O processo seletivo para uma vaga no curso será composto por uma única fase eliminatória formada por uma prova de aptidão, entrevista e análise do currículo.

As etapas do processo seletivo são as seguintes:

·         Inscrição através do preenchimento da ficha;
·         Entrega do currículo impresso, com foto;
·         Participar da entrevista;
·         Apresentar um minuto de movimentação;

Cronograma e etapas dos cursos:

Triunfo

Inscrições de 29 de junho a 3 de julho, das 14 às 21 horas. Período do curso: 6/7/15 a 14/8/15, de segunda a sexta-feira, das 18 às 21h. Local de inscrição e realização do curso: Fábrica de Criação Popular – SESC Triunfo, Praça Dr. Artur Viana Ribeiro, 59, Boa Vista. Tel. (87) 3846 1341.

Goiana

Inscrições de 17 a 26 de julho/15. Período do curso: 29/7/15 a 05/9/15, das 18h30 às 22h (quarta a sexta), e das 13h30 às 18h (sábados). Local de inscrição e realização do curso: SESC Ler Goiana, Rua do Arame, s/nº, Centro. Tel. (81) 3262 8400.

Recife

Inscrições de 31/7/15 das 14 às 21 horas. Período do curso: 4/8/15 a 25/9/15, de terça a sexta-feira, das 19 às 22h. Local de inscrição e realização do curso: Teatro Arraial. Rua da Aurora, 457, Boa Vista. Tel. (81) 3184 3057.

Garanhuns

Inscrições de 03 a 07/8/15 das 14 às 17 horas. Período do curso: 10/8/15 a 18/9/15, de segunda a sexta-feira, das 14 às 17h. Local de inscrição e realização do curso: SESC Garanhuns, R. Manoel Clemente, 136, Santo Antônio. Tel. (87) 3761 2658.


Com informações da assessoria.






Carpina: Câmara votará suplementação de quase R$ 5 milhões nesta terça





Saiba mais aqui.














segunda-feira, 29 de junho de 2015

Ads Inside Post