terça-feira, 12 de janeiro de 2016

A corrupção do PSDB não pode ser abafada


Um fato de alta significação política e judicial foi guardado em segredo pelo Ministério Público Federal [MP]. Foto: Divulgação

Nestor Cerveró, um dos ex-diretores corruptos da Petrobrás, em depoimento prestado ao MP em outubro de 2015, revelou que o governo FHC recebeu 100 milhões de dólares de propina por negócios feitos na Argentina em 2002. 

É perturbador lembrar que este mesmo depoimento do Cerveró, quando vazou naquela época, selecionou a parte que incriminava o governo Dilma, mas ocultou a revelação do esquema de corrupção implantado na Petrobrás pelo governo do PSDB. Isto deixa clara a partidarização e a seletividade do vazamento. 












Saiba mais aqui.





































Ads Inside Post