quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Aprovada Política de Assistência Estudantil da UFPE

O Conselho de Administração da UFPE aprovou, na última quinta-feira (14), a resolução que regulamenta a Política de Assistência Estudantil da Universidade (PAE), publicada no Boletim Oficial de ontem (19). Executada pela Pró-Reitoria para Assuntos Estudantis da UFPE (Proaes), a PAE tem o objetivo de assegurar aos estudantes regularmente matriculados em curso de graduação, na modalidade presencial, e de comprovada vulnerabilidade socioeconômica, condições de permanência na educação superior.

A política compreende o Programa de Moradia Estudantil; o Auxílio Transporte; o Auxílio Creche; o Programa de Alimentação; o Projeto Milton Santos de Acesso ao Ensino Superior (Promisaes); o Programa de Bem-Estar Mental (Probem) e o Programa de Acompanhamento Pedagógico. A Proaes divulgará Edital de Processo Seletivo, a cada semestre, contendo informações completas sobre a admissão dos estudantes ao programa, documentos exigidos, prazos e locais de inscrições e orçamento disponível. O processo seletivo será conduzido pela Diretoria de Assistência Estudantil (DAE) da Proaes. São quatro níveis que estabelecem limites financeiros para os programas e auxílios da PAE.

Os candidatos ao processo seletivo precisam estar regularmente matriculados em curso de graduação, na modalidade presencial, e ter condições de concluir o curso dentro do prazo máximo para integralização curricular definido pelo Projeto Pedagógico do curso e perfil curricular correspondente; possuir renda per capita igual ou inferior a um e meio salário mínimo; e não ser bacharel em curso superior de graduação, exceto casos avaliados pela Proaes e homologados pela Câmara de Assistência Estudantil do Conselho de Administração.

A DAE/Proaes, em conjunto com as pró-reitorias competentes e as coordenações dos cursos de graduação, desenvolverá um programa de acompanhamento pedagógico dos estudantes assistidos pela Proaes. A permanência do estudante na PAE tem como limite o tempo máximo de duração do curso previsto nos seus respectivos Projeto Pedagógico e perfil curricular, contando a partir do seu ingresso na UFPE. A cada dois anos, os beneficiários da PAE devem renovar o contrato de adesão.

São direitos dos estudantes beneficiários da PAE participar do Programa de Mobilidade e Intercâmbio Estudantil; gozar de licença maternidade e acumular com uma única bolsa de mérito remunerada. O desligamento dos beneficiários dos programas de auxílio da PAE ocorrerá: por integralização curricular; por solicitação do beneficiário; por trancamento do semestre; por realizar matrícula vínculo; pelo descumprimento dos critérios de seleção e permanência e pela falsificação de documentos ou fornecimento de informações inverídicas. A resolução entrou em vigor a partir da data da publicação no Boletim Oficial da Universidade.

Mais informações
Proaes
(81) 2126.8192 / 8193










Com informações da assessoria.




























Ads Inside Post