quinta-feira, 31 de março de 2016

Fetape e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais realizam mobilizações em todas as regiões do estado contra o golpe


O Movimento Sindical Rural estará nas ruas, neste 31 de março, para reafirmar a sua posição contra o impeachment da presidenta Dilma e pela Democracia. A Fetape e Sindicatos dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTRs) das três regiões do estado prometem ocupar, com milhares de homens e mulheres do campo, as ruas das cidades que têm mobilizações agendadas. Os municípios já estão organizando suas caravanas para participação nos atos do Recife, Garanhuns, Floresta, Ouricuri, Petrolina, São Jose do Belmonte, Salgueiro, Tabira, Exu, Serra Talhada e Santa Maria da Boa Vista.

Empunhando bandeiras e expondo faixas, os trabalhadores e trabalhadoras rurais se unirão a outros segmentos da sociedade que compõem a Frente Brasil Popular, para exigir respeito às conquistas democráticas do País. “Não vamos deixar que treze anos de conquistas do nosso povo sejam esmagados pelos interesses da oposição. Ao tirar do poder um governo eleito democraticamente, eles querem também acabar com programas sociais que contribuíram para que a nossa gente tivesse uma vida mais digna; querem acabar com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e com uma série de políticas que buscam promover um verdadeiro desenvolvimento sustentável para o campo. Não merecemos e não podemos viver outro golpe!”, afirma o presidente da Fetape, Doriel Barros.

Ele destaca, ainda, que as estratégias utilizadas pela oposição estão conseguindo esconder da sociedade que deputados e senadores, ao colocarem em primeiro lugar seus interesses pessoais e o anseio de promoverem a retomada do poder, estão esquecendo a sua responsabilidade social, e deixando de votar questões essenciais para a vida da nossa Nação, para a nossa economia, para a retomada do crescimento do Brasil.

A Fetape já vem organizando uma série de iniciativas e articulações para fortalecer a luta pela Democracia. Em frente a sua sede, desde o final do ano passado, há um banner com fotos dos deputados federais acompanhadas do questionamento: "Será que algum destes representantes de Pernambuco na Câmara votará contra a Democracia e a favor do Golpe?"  Na semana passada, a Federação reuniu cerca de 400 dirigentes de todo o estado em seu Conselho Deliberativo, em Carpina, para reafirmar o compromisso de todos e todas com essa luta. Os participantes também realizaram um ato nas principais ruas do Centro daquele município. Análises de conjuntura têm sido feitas em todas as atividades da Instituição, para mostrar aos trabalhadores e trabalhadoras os projetos políticos que estão em disputa e de quem é o interesse pelo impeachment. O Movimento Sindical Rural também participou de todos os atos realizados, desde o ano passado, contra o golpe.

Participação do Movimento Sindical Rural nas Mobilizações

Recife – Concentração às 16h, na Praça do Derby -   2 mil participantes do Movimento Sindical Rural devem estar presentes.

Floresta – Sindicatos da Região estarão mobilizados para o ato, que terá concentração em frente ao STTR do Município. Caminhada pelas principais ruas da cidade, a partir da 7h30 -  Previsão: 1500 pessoas

Garanhuns – O ato envolverá Sindicatos de vários municípios da região – Concentração a partir das 8h, no Parque Euclides Dourado. Previsão: 2 mil pessoas.

Tabira – Também reunirá trabalhadores e trabalhadoras rurais de vários municípios do Pajeú. Concentração em frente ao STTR de Tabira – às 17h – Previsão: 2 mil pessoas.

Ouricuri - Concentração em frente ao STTR do município, às 8h30 – Previsão:  3 mil pessoas.  

Exu -  Haverá um ato, às 16h, no Centro da Cidade, com atrações culturais

Serra Talhada – Concentração 16h, em frente à Escola Solidônio Leite – Previsão: 2 mil pessoas.

São José do Belmonte – Concentração às 9h – na Praça Sá Moraes – Estima-se que1000 pessoas participarão do ato.

Salgueiro – Concentração 17h – no Girador do Prado – 1.500 pessoas estão sendo esperadas.

Santa Maria da Boa Vista – Concentração às 15h, na Praça Eduardo Campo – cerca de 1200 pessoas devem participar.

Petrolina – Concentração do Movimento Sindical Rural será, às 14h, em frente na Praça do Galo, de onde seguirão para a Praça do Bambuzinho, para encontrar os demais movimentos sociais. A expectativa é de reunir mais de 3 mil pessoas.
https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif





Com informações da assessoria.

























Ads Inside Post