quinta-feira, 17 de março de 2016

Serviço de Neurologia do Hospital das Clinicas da UFPE realiza campanha para o Dia Mundial do Sono

O Serviço de Neurologia do Hospital das Clínicas da UFPE está realizando durante esta semana uma ação de conscientização alinhada ao World Sleep Day – Dia Mundial do Sono, evento anual organizado pela Associação Internacional de Medicina do Sono que acontece na próxima sexta (18) e engaja várias unidades de saúde do mundo inteiro em campanhas de esclarecimento sobre os mais variados distúrbios do sono.

O intuito da data é mostrar a importância do sono para o bem-estar dos indivíduos e como a sua desregulação ou privação podem acarretar em problemas de saúde a curto e longo prazo. Com o slogan “Dormir bem é um sonho possível”, as ações ao redor do mundo terão foco em três importantes distúrbios do sono, que são a insônia, a apneia do sono e os distúrbios do ciclo circadiano – que são alterações nos ciclos de horários “normais” de sono.

No HC, além de aulas que vão ocorrer internamente para funcionários do Serviço de Neurologia da unidade durante toda a semana, será realizada também uma ação de panfletagem que tomará espaço nas duas portarias do hospital durante a manhã da sexta, das 8h às 9h. 

Os Distúrbios do Ciclo Circadiano, em específico, serão um dos grandes focos da campanha. Esses problemas são bastante comuns em trabalhadores que desenvolvem funções em turnos, como plantonistas noturnos – o que é a realidade de muitos funcionários da área hospitalar, como médicos, enfermeiros e demais profissionais de assistência à saúde. Devido ao horário de trabalho, eles precisam repor o sono “deslocado” para outros horários durante o dia, o que causa uma qualidade precária do sono, influindo numa pior reposição de energia, distúrbios metabólicos e cognitivos, doenças cardiovasculares, além de uma situação de privação crônica do sono.

“O que acontece é que, como o ritmo cada vez mais frenético das jornadas de trabalho na sociedade atual, o sono passou a ser subordinado à necessidade de produtividade, ficando em segundo plano e sendo, de certa forma, ‘banalizado’. Então os indivíduos dormem menos e abraçam voluntária ou involuntariamente rotinas que reduzem muito as suas horas de sono”, explica a neurologista do HC Clélia Franco, que está coordenando as ações do hospital relacionadas à data.

“O grande problema é que o sono tem um elo essencial com a manutenção de uma boa saúde. Logo os indivíduos que possuem um sono ruim e não procuram solução para isso tendem a desenvolver uma série de disfunções físicas e psicológicas, como baixa na imunidade corporal ou até ansiedade e depressão”, conclui.

O trabalho do Serviço de Neurologia da unidade durante a ação é, além de ressaltar que esses distúrbios do sono podem ser devidamente tratados, atentar para a necessidade dos indivíduos de procurar ajuda profissional visto que, de acordo com dados da Associação Internacional de Medicina do Sono, menos de um terço das pessoas com distúrbios do sono chegam a procurar por tratamento médico especializado.

PALESTRAS – O Grupo de Pesquisa em Exercício Físico, Nutrição e Sistema Nervoso Central (Gensc) da UFPE promoverá na próxima terça (22) um ciclo de palestras acerca da importância do sono na saúde. Haverá a discussão sobre a “A importância do sono”, ministrada pela neurologista Clélia Franco, e a palestra “A influência da atividade física na qualidade do sono”, realizada pelo discente do curso de Licenciatura em Educação Física da UFPE César Souza. O evento será às 11h no Auditório Jorge Lobo, localizado no Centro de Ciências da Saúde da UFPE. As inscrições estão abertas até domingo (20) e podem ser realizadas exclusivamente pela internet.






Com informações da assessoria.








































Ads Inside Post