segunda-feira, 4 de abril de 2016

Cartilha de proteção ao idoso é lançada em Garanhuns

Foto: Ruthe Santana – Secom/PMG
O momento foi realizado na manhã desta quinta-feira (31), na sede do Ministério Público do município

Por RUTHE SANTANA

Representando mais uma conquista para os idosos do município de Garanhuns, no interior do estado de Pernambuco, na manhã desta quinta-feira (31), foi realizado o lançamento do Protocolo de Enfrentamento à Violência ao Idoso (PEVI). O projeto pioneiro foi desenvolvido pela Caravana da Pessoa Idosa – programa do Ministério Público de Pernambuco -, em parceria com o Governo Municipal de Garanhuns. O encontro foi realizado na sede do Ministério Público de Garanhuns.

Na solenidade de lançamento, compuseram mesa: a secretária de Assistência Social, Célia Sobral; o procurador do município, João Pontes; a coordenadora da Caravana da Pessoa Idosa, Yélena de Fátima, o promotor Domingos Sávio; o secretário executivo de Saúde, Harley Davdson e o médico Ulisses Pereira. A coordenadora do Núcleo de Enfrentamento à Violência contra o Idoso de Garanhuns (Neviga), Bruna Paixão, que também participou do momento, expôs a relevância do protocolo para o município. “Foi através deste protocolo que foi implantando o Neviga, onde ele vem definindo o fluxo de atendimento dos órgãos e seus encaminhamentos. É basicamente a regulamentação do núcleo. Esse é mais um passo importante para o enfrentamento à violência em Garanhuns e articulação na rede de proteção do idoso”, ressaltou.


A iniciativa propôs a construção de uma referência para as atuações no município, com a identificação e definição de competências institucionais. Para construir a cartilha diversas discussões foram realizadas para debater sobre a realidade municipal, a Rede de Atenção existente e as dificuldades gerais de atuação no atendimento à população idosa vítima de violência no município. A partir das reuniões, realizadas anteriormente, ficou decidido que o Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa de Garanhuns (Neviga) passa a ser a principal referência para o recebimento e identificação dos casos de violência contra a pessoa idosa.

Com a identificação dos casos, o Neviga registra as informações em banco de dados e procede com os encaminhamentos necessários. Todas as situações ainda serão comunicadas ao Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. Cada órgão que compõe a Rede terá em sua respectiva diretoria ou coordenação, profissionais responsáveis para receber a demanda e direcionar as informações ao Neviga. Reuniões mensais serão realizadas com o intuito de acompanhar a atuação de cada órgão e como sugestão a formulação e o aperfeiçoamento de políticas públicas.

O PEVI foi idealizado com as equipes que compõem as secretarias de Saúde, Assistência Social, Mulher e Educação, além do Conselho do Idoso, Promotoria de Justiça e coordenação da 13ª Circunscrição do Ministério Público de Pernambuco.






Com informações da assessoria.

























Ads Inside Post