sábado, 30 de abril de 2016

Comitê LGBT realizou plenária contra o Golpe na Praça do Derby em Recife

Fotos: Josimar Cavalcanti

Militantes do Setorial LGBT da Coligação Frente Brasil Popular da cidade do Recife se reuniram na noite da última quinta-feira (28/04) na sede do Comitê LGBT situada no acampamento na praça do Derby. No encontro, o primeiro realizado neste ano, a discussão girou em torno do combate à homofobia e o diálogo para uma atuação diante da atual conjuntura política que o país sofre. Abordando os temas de cidadania, como os direitos civis e a liberdade de expressão. O pré candidato a vereador Richard Pasquale esteve presente como ouvinte onde declarou que o PT desde seu primeiro estatuto, defende a luta por uma sociedade sem preconceitos e isso inclui a cidadania LGBT e o combate a homofobia.
Uma das constatações mais graves feitas no encontro revelou que caso o impeachment contra a Presidenta Dilma Rousseff (PT) ocorra, as minorias e justamente o setorial LGBT serão os primeiros a perderem os direitos já conquistados pela luta do movimento .
"Há projetos de lei que, criminalização da homofobia, desde 2012 nunca foram votados na Câmara dos Vereadores, sendo alguns até rejeitados, mostrando o descompromisso do legislativo com esse movimento importante da sociedade. Isso é inaceitável. Não podemos deixar que o legislativo continue dessa forma não dando o devido valor para a comunidade LGBT que todos os dias sofre com a falta de políticas públicas e com o preconceito que, lamentavelmente, continua arraigado na sociedade", disse Richard. “E ainda mais com a possibilidade de impeachment podemos perder todos os direitos já garantidos. Temos que nos unir para assegurar que isso não ocorra”, completou.
Apesar dos avanços já alcançados pelo acampamento, o Comitê LGBT pretende ampliar o monitoramento, avaliação e proposição de ações culturais. O foco principal é a promoção dos direitos humanos e combate ao preconceito e à homofobia.


por Josimar Cavalcanti



Ads Inside Post