terça-feira, 26 de abril de 2016

FNDC elege nova coordenação e rechaça tentativa de golpe no Brasil


Da CUT

A XIX Plenária Nacional do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) elegeu neste sábado, 23, a nova Coordenação Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal para o biênio 2016-2018. O evento reuniu cerca de 128 participantes entre delegados e observadores, no Espaço Anhanguera, em São Paulo, entre os dias 21 e 23 de abril.
A coordenação geral do FNDC ficará a cargo da jornalista Renata Mielli, do Barão de Itararé. As entidades que agora ocupam os cargos de direção organizaram-se em uma chapa única eleita por maioria dos votos dos delegados presentes na Plenária.
Na sua primeira fala como coordenadora, Renata conclamou os movimentos sociais para fazer uma luta “indefensável contra o golpe”. “Estamos em um momento difícil e a luta pela democratização é central para denunciarmos ao mundo o que nós estamos vivendo aqui"
Ela também avalia que o fortalecimento da mídia alternativa e da comunicação pública são ferramentas para barrar o golpe. “Através da resistência contra os projetos que retiram nossos direitos no Congresso Nacional temos que nos somar fortemente aos outros companheiros que estão nas ruas”.
Em seu discurso de despedida, a ex-coordenadora do FNDC e atual secretária nacional de Formação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Rosane Bertotti, disse que sai com um sentimento de alegria por ter construído junto aos outros companheiros(as) a luta pela democratização da comunicação.
“Para quem saiu do campo, da roça que é a minha base, a gente sabe o que é ter amigos e companheiros de história na luta. Seguiremos juntos até que a democratização da comunicação seja plena”, finalizou.
Como ficou a eleição
As outras entidades escolhidas para ocuparem as secretarias foram: Intervozes, responsável pela geral; Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (Abepec), pelas finanças; Central Única dos Trabalhadores (CUT), com organização; Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), responsável pela comunicação; Confederação Nacional dos Trabalhadores em estabelecimento de Ensino (Contee), com formação; Federação Interestadual dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão (FITERT), responsável pelas políticas públicas.
Além da escolha da Coordenação Executiva, o Conselho Deliberativo será composto por 21 organizações. Entre elas estão o Conselho Federal de Psicologia (CFP); Federação Interestadual dos Trabalhadores e Pesquisadores em Serviços de Telecomunicações (Fitratelp); Associação Brasileira de Rádios Comunitárias (Abraço); Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF); União Nacional dos Estudantes (UNE) além de outros comitês regionais.
O Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN), União de Negros pela Igualdade (Unegro) e o Comitê pela Democratização da Comunicação da Bahia são as três entidades que foram escolhidas para fazer parte do Conselho Fiscal do FNDC.





Do portal do Sindsep.

























Ads Inside Post