terça-feira, 5 de abril de 2016

Pernambuco tem mais 3 óbitos por síndrome respiratória grave


Em 15 dias, Pernambuco registrou mais três casos de pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG) que evoluíram para óbito, segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES) apresentado ontem com dados até 26 de março. O informe com casos de duas semanas anteriores mostrava duas mortes pela síndrome, que pode ser causada por vários agentes infecciosos, principalmente pelos vários tipos de vírus influenza, incluindo o H1N1. Os óbitos, em investigação, também podem ter sido provocados por adenovírus, vírus sincicial respiratório, parainfluenza e bactérias, além de fungos.







Saiba mais aqui.





























Ads Inside Post