quarta-feira, 11 de maio de 2016

Empreendedor social de Glória do Goitá poderá ser o sucessor de Djalma Paes


A corrida para a cadeira do executivo de Glória do Goitá, na Mata Norte, ainda possui concorrentes ocultos. Depois do ex-prefeito Djalma Paes (PSB) ter anunciado desistir da disputa, outros nomes de aliados ao candidato surgem timidamente nos bastidores. É o caso do empreendedor social Germano Barros (PCdoB), que dirige a ONG SERTA, sediada na zona rural da cidade.

Germano Barros esteve presente ao lado do socialista na última campanha, em 2012, onde foi derrotado pelo atual prefeito, Zenildo Miranda (PTB). Na cidade, comentário de populares é que os dois já fizeram reuniões para tratar do assunto, mas até agora Djalma não anunciou oficialmente quem poderá substituí-lo na disputa.

Há relatos de que o atual assessor da Compesa torce para que sua irmã, Adriana Paes (PR), assuma o legado da família Paes, que há décadas disputa de forma hegemônica as contas públicas da cidade.

Germano Barros ainda não disputou cargos públicos. Filho de um antigo comerciante de gado do açougue da cidade, Davino do Boi, o gloriense é Mestre em Gestão para o Desenvolvimento Local Sustentável pela Universidade de Pernambuco – UPE e atual presidente da ONG Serta, que capacita técnicos em agroecologia para a agricultura familiar no Nordeste. O empreendedor social conquistou o público rural pelo seu interesse junto a famílias do campo, que hoje representa cerca de 45% da população da cidade.

As convenções para a escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações devem ocorrer de 20 de julho a 5 de agosto de 2016. Até lá, enquanto a oposição não se organiza, o gestor atual, Miranda, que esteve recentemente envolvido em escândalo de corrupção e lavagem de dinheiro, onde chegou a ser afastado por uma determinação da Polícia Federal, se mantém na opinião popular. 







Com informações da assessoria.























Ads Inside Post