terça-feira, 24 de maio de 2016

Novo presidente da EBC é acusado de censurar matéria contra governo Temer


Até às 11 horas desta segunda-feira 23, quando todos os sites e noticiários online já haviam publicado matérias sobre a gravação entre o ministro do Planejamento, Romero Jucá, e o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado, a Agência Brasil, um dos serviços de comunicação pública da EBC, não havia divulgado nada sobre o assunto.
Funcionários da empresa começaram a reclamar e a perguntar aos novos dirigentes se estava havendo censura ao noticiário. Pouco depois, o sistema de internet e intranet da EBC saiu do ar, aparentemente por problemas técnicos. A EBC tem o jornalista Laerte Rimoli como novo presidente, nomeado pelo presidente interino, Michel Temer, deste sexta-feira.
Funcionários ouvidos pelo 247 disseram que a origem do problema pode ter sido causada pela inserção, no sistema interno, de mais de 100 portarias de exonerações de pessoas da antiga diretoria e consequente nomeação dos novos auxiliares da diretoria presidida por Laerte Rimoli, nomeado na sexta-feira passada.
Passados 40 minutos, o site da agência pública de notícias continuava fora do ar, sem explicação oficial. O portal voltou a funcionar por volta de meio-dia, sem notícias sobre Romero Jucá.





Do portal do Sindsep.
























Ads Inside Post