sexta-feira, 10 de junho de 2016

Banco do Nordeste lança Cartão FNE e reconhece micro e pequenas empresas de sucesso


O Banco do Nordeste realizou nesta quinta-feira (09), no auditório da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe) a cerimônia de lançamento do Cartão FNE, mais novo produto da Instituição. Na ocasião, também foram entregues três troféus da segunda edição do Prêmio Banco do Nordeste da Micro e Pequena Empresa, que reconhece iniciativas inovadoras e melhoria da competitividade, nos setores Indústria, Comércio e Serviços.

O Cartão FNE oferece maior segurança e rapidez nas transações, por meio de processo de crédito ágil, desburocratizado e totalmente automatizado. Com o produto, o cliente pode ter acesso a crédito rotativo e pré-aprovado de até R$ 1 milhão, respeitado limite disponível, e ainda até 72 meses para pagar, com a vantagem das taxas atrativas dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

É possível adquirir mercadorias, insumos, matéria prima, máquinas, veículos e equipamentos necessários as empresas, pertencentes aos setores industrial, comercial, de turismo e de prestação de serviços.

“O Cartão FNE é um produto desenvolvido e desenhado para trazer praticidade e rapidez às nossas micro, pequenas, médias e grandes empresas no momento de investirem em seus negócios, na aquisição de bens, máquinas, equipamentos e insumos para repor seus estoques. Ele traz, em um único produto, a praticidade de um cartão unido as excelentes taxas de juros do FNE", afirma o superintendente estadual do Banco do Nordeste em Pernambuco, Marcílio Morais Silva.

Prêmio MPE

O Prêmio Banco do Nordeste da Micro e Pequena Empresa visa contribuir para ampliar a cobertura do FNE a MPEs e estimular as empresas a buscarem crescimento e desenvolvimento do empreendimento, no âmbito do desempenho econômico-financeiro, da qualidade da gestão ou de iniciativas inovadoras.

A premiação será realizada em toda a área de atuação do Banco do Nordeste. Serão reconhecidos 30 casos de sucesso, distribuídos entre os nove estados nordestinos e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

As empresas foram selecionadas em um universo de mais de 65 mil clientes que contrataram operações de financiamento, com recursos do FNE, de acordo com os seguintes critérios: inovações empregadas no negócio, competitividade, adoção de práticas que visam a redução do impacto ambiental, número de empregos gerados e evolução das receitas após o financiamento.

As informações quantitativas e qualitativas foram analisadas por uma comissão julgadora composta por representantes das entidades parceiras: Sebrae, Fiepe, Federação das Câmaras Dirigentes dos Lojistas de Pernambuco (FCDL), Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (ADDiper), Federação das Associações de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Femicro), Fecomércio, e a Associação Comercial de Pernambuco.

As três empresas premiadas no Estado, são:

Indústria

Militanga
Empresa de Hugo Tayrone, cliente da agência de Surubim.
Perfil da empresa: A empresa foi fundada em 2009, tem a atividade ativa de fabricação de peças íntimas na cidade de Taquaritinga do Norte e distribui para os estados da Bahia, Maranhão, Rio Grande do Norte, Pará e Paraíba. Iniciou a relação com o Banco em 2010.

Comércio

Wito e Dayse das Verduras
Empresa de Edivanilton Ferreira, cliente da agência de Goiana.

Perfil da empresa: Edivanilton Ferreira trabalha na área de distribuição de legumes e verduras para os comerciantes locais. O cliente se constituiu empresa em 2005, e atualmente possui cinco funcionários, um veículo de passeio e um caminhão, financiado pelo Banco. Além disso, o empreendedor deve seu sucesso ao bom relacionamento que mantém com os seus clientes e àdiversidade dos produtos oferecidos.

Serviços

Facilnet
Empresa de Erik Lucas Barbosa, cliente da agência de Garanhuns.

Perfil da empresa: A Facilnet oferece provedor de internet na cidade de Garanhuns. Erik Lucas, começou a oferecer o serviço em 2008, quando foi atrás da formalização. Em 2015, surgiu oportunidade de expandir para uma cidade nova, onde o empresário conseguiu crédito do Banco do Nordeste para custear e investir em fibra ótica. Hoje, Erik trabalha com clientes grandes, como Unilever, Hospital Perpétuo Socorro e Unopar.







Com informações da assessoria.

























Ads Inside Post