quarta-feira, 22 de junho de 2016

Grupo criminoso financiou campanha de Campos, diz PF


Esquema criminoso investigado na Operação Turbulência, deflagrada nesta terça-feira 21 e que prendeu quatro empresários, entre eles os donos do avião onde estava Eduardo Campos quando morreu em um acidente aéreo durante a campanha de 2014, pode ter financiado a campanha de reeleição do então governador de Pernambuco, em 2010, de acordo com a Polícia Federal; "O esquema foi utilizado para pagar propina na campanha do governador", afirmou a delegada federal Andrea Pinho, durante entrevista coletiva no Recife; empresas investigadas teriam sido usadas para lavar dinheiro desviado da Petrobras e das obras da Transposição do Rio São Francisco; agentes suspeitam que a OAS tenha transferido até R$ 18 milhões para o esquema que funcionava por meio de empresas de fachada para financiar a campanha de Campos







Saiba mais aqui.


















Ads Inside Post