terça-feira, 7 de junho de 2016

Senar prepara mais de 400 estudantes para o setor de turismo equestre


O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco (Senar - PE) habilitou mais de 400 alunos da rede pública de ensino, entre os dias 1 e 5 de junho, durante a Festa do Cavalo de Gravatá. De acordo com o presidente da Faepe, Pio Guerra, a iniciativa é resultado da ascensão do trade turístico no Agreste pernambucano. “O nosso desafio é ampliar a qualificação em turismo rural, com foco na atividade equestre", ressaltou Guerra.

Com uma extensa programação, incluindo um total de dezessete palestras e oficinas, os jovens, além de se capacitarem tiveram a oportunidade de conhecer as potencialidades do turismo da região, por meio de especialistas do setor. De acordo com a palestrante, Ednéia Nemésio, os treinamentos apresentam caráter estratégico para a população da zona rural, essencial para suprir a demanda por conhecimentos técnicos e práticos sobre o segmento. “Nosso intuito é preparar os estudantes,  e, sobretudo, despertar neles o interesse não só para atuação na atividade turística, mas para outras oportunidades sociais e econômicas, contribuindo para o momento decisivo de escolha da profissão”, destacou.

Foram destaques na programação do evento os seguintes temas: "A importância da suplementação na nutrição equina” com o veterinário Fabiano Marques; “Suplementação no cavalo de vaquejada” com o especialista em cirurgia e reprodução de grandes animais, João Pires; “Turismo Rural promovendo novos investimentos e benefícios sociais” com Ednéia Nemésio; e a “Oficina de Cordas – Chicote” com Lula Seleiro, fabricante de assessórios para equinos. Os jovens capacitados são estudantes da Escola de Referência em Ensino Médio (Erem), do Centro Experimental de Ensino Escola Técnica do Agreste (Ceeeta) e do Colégio Dom Agostinho Incas (Codai). Organizados em caravana, eles vieram dos municípios de Bezerros, Barra de Guabiraba, Camocim de São Felix, Sairé e São Loureço da Mata.  

“Quando eu vim morar aqui, percebi que Pernambuco não se limita apenas ao turismo nas praias, nem a triste realidade da seca, no interior. Eu descobri que a cultura daqui é bem mais rica do que a gente pensa, com pessoas comuns fazendo trabalhos artísticos maravilhosos. Tem música, artesanato, pintura, os Papangus, enfim, a arte reina nas cidades pequenas”. Esse é o depoimento da adolescente Izabela Barbosa. Ela veio de São Paulo, em novembro, para morar com a família no município de Bezerros e é uma das participantes das capacitações.

De acordo com o superintendente do Senar – PE, Adriano Moraes, a iniciativa atende a uma demanda específica da região. “Grande parte dos turistas que visitam o Agreste se interessa por atividades com cavalos, a exemplo das cavalgadas, trilhas e passeios de charrete”. A Festa do Cavalo é uma realização da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco, com o apoio do Sebrae e Senar – PE. O evento reuniu especialistas das três principais raças de cavalos criadas no Estado: Mangalarga Marchador, Campolina e Quarto de Milha.







Com informações da assessoria.























Ads Inside Post