Associação dos Blogueiros do Estado de Pernambuco é a Primeira entidade Brasileira nessa categoria, sem fins lucrativos e que hoje atinge todo Estado de Pernambuco.

Governo de Pernambuco abrirá mais 199 Leitos para COVID-19 até o final de Dezembro. Garanhuns não será contemplada nessa expansão : ...

Governo de Pernambuco abrirá mais 199 Leitos para COVID-19 até o final de Dezembro. Garanhuns não será contemplada nessa expansão

Governo de Pernambuco abrirá mais 199 Leitos para COVID-19 até o final de Dezembro. Garanhuns não será contemplada nessa expansão:

Carlos Eugenio

UTI%2BCORONA%2B6.jpg

O Governo de Pernambuco anunciou a ampliação de mais 199 novos leitos destinados a pacientes diagnosticados com COVID-19 até o final deste mês de dezembro. Desse total, 96 vagas serão de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), já que, até ontem, dia 10, das 839 Unidades disponíveis em todo o Estado, 88% estavam ocupadas.

UTI%2BCORONA%2B5.jpg

Pelo menos, 50 desses leitos de UTI serão abertos no interior do Estado, para as cidades de Caruaru, Serra Talhada, Petrolina e Araripina. Garanhuns, que recebe pacientes de todo o Agreste Meridional e que teve os leitos da UPAE desativados no final do último mês de outubro por estarem ociosos, não foi contemplada nessa expansão.  

leitos%2Bcorona.jpg

"Desde novembro, iniciamos a ampliação da rede, considerando o aumento crescente de casos. Dependendo dos novos números, ao longo dos próximos dias, essa ampliação pode ser ainda maior. É importante destacar que estamos vigilantes e acompanhando com muita atenção a evolução dos casos", afirmou o secretário Estadual de Saúdo, André Longo.

UTI%2BCORONA%2B7.jpg

Sobre a possível reabertura de hospitais de Campanha, como é o caso da UPAE/Garanhuns, que teve a sua estrutura modificada para abrigar leitos da COVID-19, o Secretário registrou que, no momento, essa hipótese continua descartada. "Como o próprio nome diz, essa é uma estrutura que tem um caráter emergencial. Isso fez sentido para o período de pico da pandemia, notadamente os meses de maio e junho. Mas agora estamos fazendo a ampliação usando a própria rede hospitalar já existente", destacou, afirmando, no entanto, que essa decisão poderá ser revista mais adiante, caso se mostre necessário. (Com informações do JC Online. CONFIRA)