Manchetes

Brasil

Curiosidades

Mundo


Saber manusear os alimentos e atender os clientes com excelência é primordial para garantir a qualidade e o sucesso de qualquer empreendimento de alimentação fora do lar. A Abrasel Pernambuco preparou uma agenda de cursos para os interessados em se atualizar acerca das temáticas. Qualquer pessoa pode participar.

Serão duas capacitações sobre Boas Práticas na Manipulação de Alimentos. A primeira acontece entre os dias 27 e 29 de setembro, no Shopping Recife, sempre das 14h às 18h. Associados pagam R$ 60 e o público em geral, R$ 80. O outro curso, mais voltado para formação técnica, será realizado na unidade Ipsep da Faculdade Boa Viagem. Tem início no dia 17 de outubro e segue até 28, sempre das 14h às 18h. O investimento é de R$ 180 para associados e R$ 200 para o público em geral.

Já capacitação em Atendimento ao Cliente acontecerá entre os dias 4 e 7 de outubro, das 9h às 12h, no Shopping Recife. Os valores são R$ 40 para associados da Abrasel e R$ 60 para os não associados. Inscrições e maiores informações pelo telefone: (81) 3465-7570 ou pelo e-mail relacionamentope@abrasel.com.br.





Com informações da assessoria.
























O Centro Acadêmico de Vitória (CAV) da UFPE, em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc) e a Pró-Reitoria para Assuntos Acadêmicos (Proacad) , realiza o IX Simpósio Integrado de Ciências da Saúde e Biológicas, o VIII Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão e o I Fórum de Egressos do CAV. Os eventos acontecem, nos dias 28 e 29 deste mês, no CAV, sob o tema “Saúde e meio ambiente: Formando competências”.
Os interessados em participar podem se inscrever no site dos eventos, até o dia 23 deste mês. A iniciativa integra o cronograma de atividades comemorativas dos 70 anos da UFPE e dos dez anos da interiorização.
Os eventos reunirão estudantes, pesquisadores, docentes e profissionais das áreas de Educação, Educação Física, Ciências Biológicas, Nutrição, Enfermagem e Saúde Coletiva. Serão abordados assuntos de interesse científico, ligados a um tema central, bem como temas de importância à formação profissional de acadêmicos. A programação completa está disponível no site dos eventos.
Mais informações
Centro Acadêmico de Vitória (CAV)
(81) 3114.4141 






Com informações da assessoria.
























Por Paulo Nogueira
Do DCM

Etienne de La Boétie é o pai dos “99%” – a vasta maioria da sociedade para a qual cabe uma pequena parcela de um bolo quase todo devorado pelo restante “1%”, para usar expressões vinculadas a um movimento que marcou intensamente o mundo moderno, o “Ocupe Wall Street”.
E é também um autor cujos ensinamentos servem para o Brasil destes dias, em que a plutocracia comete barbaridades contra a sociedade.
La Boétie escreveu aos 18 anos, em 1548, um pequeno grande livro chamado “Servidão Voluntária”. Nele, sustentava que são as pessoas que dão poder aos tiranos. Por isso elas são mais dignas de desprezo do que os ditadores de ódio.
Foi o primeiro livro francamente libertário. Foi usado pelos protestantes franceses como uma inspiração para reagir à violência dos católicos, expressa tenebrosamente no Massacre de São Bartolomeu, na segunda metade do século XVI. Milhares de protestantes que tinham acorrido a um casamento da família real francesa foram mortos por forças católicas.
Mais tarde, o tratado circulou entre revolucionários em vários momentos da história. Em 1789, por exemplo. Os teóricos do anarquismo foram também fortemente influenciados por la Boétie. O autor avisa, logo no início de “Servidão Voluntária”, que seu objetivo é entender como “tantas pessoas, tantas vilas, tantas cidades, tantas nações sofrem sob um tirano que não tem outro poder senão o que a sociedade lhe concede”.
La Boétie formou-se com louvor advogado pela Universidade de Toulouse, e depois foi um juiz especialmente admirado pela integridade. Arbitrou, por seu caráter libertário e equânime, muitas disputas entre católicos e protestantes.
Morreu aos 33 anos. Deixou todos os seus papéis a um amigo que o imortalizaria num ensaio sublime sobre a amizade: Montaigne. Tinham-se aproximado na juventude, depois que Montaigne leu com encanto uma cópia manuscrita de “Servidão Voluntária”. É com base na amizade entre ele e la Boétie que Montaigne escreveu seu célebre tratado sobre a amizade.
“Dois amigos formam uma unidade tão absoluta que é como se fossem dois tecidos em que é impossível ver a costura que os junta”, disse Montaigne.
Montaigne tinha 31 anos quando seu amigo morreu. Ficou arrasado a ponto de se recolher e largar tudo que fazia. A dor da morte de la Boétie acabaria sendo vital para que ele começasse a escrever seus Ensaios.
O livro de La Boétie foi lido durante muito tempo em edições clandestinas por pequenos grupos de gente culta e rebelde. Um editor francês, muito tempo depois da morte de Montaigne, teve a idéia de publicar o tratado de La Boétie como um apêndice dos Ensaios, logo depois do que tratava da amizade e do próprio La Boétie.
Foi então que “Servidão Voluntária” ganhou reconhecimento em grande escala.
Quando os “99%” se insurgem contra a desigualdade em várias partes do mundo, eles podem até não saber – mas estão prestando um tributo a um gênio que ainda na universidade compôs linhas perenes contra a tirania e os tiranos.
Ao ler La Boetie somos forçados a nos perguntar: qual o nosso grau de culpa por coisas como o golpe de 2016? E pela perseguição a Lula? E pela mera existência da Globo?
A mais doída questão: somos um povo sem caráter, nascido para a servidão voluntária?
O jornalista Paulo Nogueira é fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.






Do portal do Sindsep.


























Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE) saiu em defesa da honra do ex-presidente Lula, apontado por integrantes da Força-Tarefa do Ministério Público Federal e da Polícia Federal responsável pela Lava-Jato como "comandante máximo do esquema de corrupção". Para o senador, a peça apresentada à Justiça carece de fundamentos fáticos e jurídicos.

"Por reiteradas vezes, vimos os procuradores dizerem: não temos provas cabais do que estamos falando, não podemos afirmar de forma peremptória aquilo que estamos dizendo. Então, como é que se pode denunciar alguém assim, sob essas bases?", questionou o líder do PT. "Até comentários de réus confessos, que fizeram delações premiadas e têm credibilidade extremamente questionada pelo próprio Ministério Público, foram usados. Com todo o respeito aos investigadores, isso fragiliza o processo e, consequentemente, a denúncia. Que eu saiba, até hoje PowerPoint não serve como prova de nada."

Para Humberto, houve todo um cronograma político cumprido no curso das investigações até se chegar à denúncia contra Lula, cujas medidas cautelares de que eventualmente será alvo não foram detalhadas pelo MPF.

"Eu entendo que algo assim não vai prosperar no Judiciário. Há um evidente excesso em tudo isso, uma perda da sobriedade, uma tentativa de criminalização despudorada do PT e de Lula que não podem ser acolhidos pela Justiça", esclarece  o líder do PT.



Com informações da assessoria.

























Oito municípios aguardam liberação de recursos


A COOPAGEL recebeu em sua sede nesta terça- feira (13), os representantes de Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rurais Sustentáveis, Secretarias Municipais de Agricultura e de Sindicatos dos Trabalhadores Rurais dos municípios da Zona da Mata de Pernambuco. Em pauta, a cobrança do andamento do Projeto de Implementação da Tecnologia Social de Acesso a Água para Produção, Cisternas Calçadão na região.

Através de um contrato firmado com a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco (SARA), a partir de convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS), a COOPAGEL está executando as ações do Projeto Pernambuco Mais Produtivo.  A proposta é construir um total de 500 cisternas calçadão distribuídas em 20 municípios da Zona da Mata Norte e Sul. No entanto, a instituição aguarda a liberação de recursos para a continuação das atividades em Lagoa do Carro, Chã de Alegria, Lagoa de Itaenga, Paudalho, Glória do Goitá, Chã Grande, Pombos e Vitória de Santo Antão.

Na reunião o coordenador Executivo da COOPAGEL, Carlos da Luz, fez um resgate das conquistas na área de agricultura familiar, a partir da garantia das políticas públicas, uma das linhas de ação da instituição. Outro ponto de diálogo foi uma análise sobre a atual conjunta política e o reflexo na liberação de recursos para a conclusão dos projetos autorizados, mas que não tem perspectiva para sua continuidade. “A proposta da nossa reunião é dar uma satisfação aos representantes dos Conselhos Municipais, Sindicatos de Trabalhadores Rurais e Secretarias de Agricultura, que nos tem pressionado sobre o andamento da execução desse contrato”, argumenta Carlos da Luz.

Visando cumprir as metas previstas no contrato a COOPAGEL protocolou na Secretaria Executiva da Agricultura Familiar de Pernambuco (SEAF) o Ofício nº. 177/2016 solicitando a liberação dos recursos financeiros relativos a uma parte existente em caixa na SEAF/ SARA, a fim de atender as demandas de construção nos municípios pendentes. O valor licitado para a execução da COOPAGEL corresponde apenas a 5,32% do volume disponibilizado contratado para execução de ações na Zona da Mata, onde outros contratos com a atuação em outros territórios de Pernambuco só a 1ª parcela somam valores superiores do que todo o contrato da COOPAGEL.

O município de Vicência foi contemplado com 25 cisternas calçadão. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Antônio Minervino, ressaltou os benefícios do reservatório para a produção das famílias de Vicência e que deseja que os demais agricultores sejam contemplados com os reservatórios. “Conheço a seriedade do trabalho da COOPAGEL e temos que nos unir, nos fortalecer para garantirmos que os demais municípios também alcancem a cisterna calçadão”, reafirmou.

Como encaminhamento, os representantes conseguiram agendar uma reunião com o Secretario Executivo da Agricultura Familiar de Pernambuco, José Claudio da Silva, para o dia 22 de setembro. 





Com informações da assessoria.